fbpx
19 C
Belo Horizonte
segunda-feira, 18 / janeiro / 2021

Ministério busca recursos para Reator Multipropósito Brasileiro

Mais Lidas

Revista Cosmopolitan coloca duas brasileiras entre os bumbuns mais belos do Instagram

A revista Cosmopolitan fez uma lista com os 55 bumbuns mais belos do Instagram.

PIB da construção civil deve crescer 4% em 2021

Expansão do setor pode ser a maior desde 2013

Laboratório identifica possível origem do vazamento de óleo nas praias do Nordeste

Pesquisadores da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) analisaram durante meses manchas de óleo no Golfo da Guiné, a 200 km de Camarões, na África, e acreditam que elas podem explicar a tragédia, que completa um ano no final do mês ainda sem respostas

O Maravilhoso Espetáculo VIANOVA E OS VIAJANTES DO ESPAÇO no ginásio do Ibirapuera em SP

Você que está em São Paulo, a partir do dia 11 de setembro, que tal viajar pelo espaço sideral sem sair do...

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, afirmou que o governo está trabalhando para liberar recursos para a construção do Reator Multipropósito Brasileiro (RMB). O novo reator terá capacidade de produzir radioisótopos e radiofármacos, necessários para suprir a demanda da medicina nuclear nacional – atualmente, em parte, importados.

“[O RMB] tem que sair do papel e se tornar realidade à sociedade brasileira. Trabalhamos fortemente no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações para viabilizar a liberação dos recursos necessários, via Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico”, disse o ministro ontem (16) em visita ao Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), na capital paulista.

O país tem encontrado dificuldade para importar radioisótopos e radiofármacos em razão da alta do dólar. A situação se agravou com a pandemia de covid-19, que inviabilizou parte da logística do transporte aéreo devido ao fechamento dos principais aeroportos internacionais.

Radioisótopos e radiofármacos são utilizados principalmente na realização de exames médicos, como a tomografia, e em diversas terapias, especialmente no tratamento do câncer. Além do campo da medicina, o RMB possibilitaria a realização de testes de combustíveis nucleares e materiais estruturais visando avaliar a integridade estrutural destes quando submetidos a altas doses de radiação, o que não existe no país.

Edição: Aline Leal

- Publicidade -

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas Notícias

Só nas últimas 24h MG registra 120 óbitos por covid-19

Minas Gerais chega a quase 11 mil mortos por corona

Governador determina que PM intensifique fiscalização nas festas de fim de ano

governador Romeu Zema (Novo) convocou a Polícia Militar de Minas de Gerais (PMMG)

Renovação de CNH já pode ser solicitada pelo MG app

Mais de 70 serviços do Governo de Minas são disponibilizados no aplicativo

Anvisa certifica farmacêutica chinesa que desenvolveu CoronaVac

Resolução foi publicada hoje no Diário Oficial da União

Anvisa inspeciona voos procedentes do Reino Unido

Medida é para evitar propagação da variante do coronavírus