fbpx
22 C
Belo Horizonte
quinta-feira, 3 / dezembro / 2020

Minas tem saldo positivo de empregos pelo quarto mês consecutivo

Mais Lidas

Covid-19: pesquisa aponta queda nos serviços de radioterapia no país

Um dos motivos é o deslocamento do paciente para fazer o procedimento

Brasil tem 6,16 milhões de casos acumulados e 170 mil mortes

Até o momento, 5.512.847 pessoas já se recuperaram da doença

Minas Gerais atingiu seu melhor saldo entre empregos criados e desligamentos em 2020: foram 36.505 postos de trabalho no mês de setembro. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, no último mês foram admitidos 150.248 funcionários. No mesmo período, houve 113.746 demissões. Os dados foram divulgados na tarde desta quinta-feira (29/10). 

Este é o quarto mês consecutivo em que o estado registra ampliação das vagas de emprego, com destaque para os setores de indústria e serviços. O número mostra a recuperação da economia mineira, afetada pela pandemia de covid-19, principalmente no primeiro semestre de 2020. A melhora do quadro está associada à retomada da economia e à flexibilização das medidas de isolamento social em parte dos municípios.

A criação de postos de trabalho também ocorreu nacionalmente. Ao todo, foram geradas 313.564 vagas de emprego no Brasil, em setembro. Em comparação com os demais estados, Minas ficou atrás apenas de São Paulo.

Monitor de Mercado de Trabalho

Acompanhando o cenário, o Governo de Minas lança, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), o Monitor do Mercado de Trabalho Mineiro. O painel reúne os principais indicadores de trabalho e emprego de diversas bases de dados. O objetivo da ferramenta é permitir livre acesso a essas informações e análises de forma eficiente, simples e acessível. 

Com o novo instrumento, será possível garantir um planejamento mais eficiente de políticas públicas com base nas principais informações sobre o mercado de trabalho de Minas Gerais.

O monitor fornece informações sobre movimentação do mercado de trabalho (admitidos, desligados, saldo de empregos), com diversos níveis de desagregação social e regional; caracterização de determinados públicos dentro e fora do mercado de trabalho formal, além de análise quantitativa dos setores econômicos de Minas Gerais, recortes demográficos e caracterização do público empregado em cada área da economia.

São utilizadas informações do Caged e da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), do Ministério da Economia. Em breve, novas bases serão incorporadas à ferramenta, que contará com uma atualização periódica.

Para acessar o Monitor do Mercado de Trabalho Mineiro, clique aqui. Mais informações: dmaot@social.mg.gov.br

- Publicidade -

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas Notícias

Governo de Minas lança edital de concessão pública do Parc

Rota de Grutas Peter Lund será a primeira a integrar o programa

IPVA 2021 começa a vencer em 18 de janeiro

Escala vai até 24 de março; contribuinte que quitar imposto à vista tem desconto de 3%

Conta de luz ficará mais cara em dezembro

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) reativou o sistema de bandeira tarifárias e definiu a bandeira vermelha patamar 2 para o mês de dezembro

Anvisa inicia inspeção de fabricação de vacinas na China

Equipe vai vistoriar empresas Sinovac e Wuxi Biologics

Covid-19: pesquisadores pedem recuo da flexibilização no Rio

Grupo da UFRJ sugere medidas urgentes para conter número de casos