fbpx
21.5 C
Belo Horizonte
quarta-feira, 20 / janeiro / 2021

Turismo religioso atrai mais de 330 milhões de pessoas por ano

Mais Lidas

Bolsa Família começa a receber parcela de R$ 300

O Bolsa Família começa a receber as novas parcelas do auxílio emergencial de R$ 300 nesta quinta-feira (17). Com a mudança de valor, 4,9 millhões deixaram de ganhar o auxílio neste grupo, ou seja, 15% dos 19,2 milhões de inscritos em abril.

Bolsonaro veta perdão a dívidas de igrejas e sugere derrubada do veto

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que disciplina o acordo com credores para pagamento com desconto de precatórios federais.

Juiz de Fora confirma mais três óbitos e 94 novos casos nesta sexta

A cenoura é um vegetal com qualidades benéficas tanto para a saúde como para a estética. Ela é utilizada há muitos anos como remédio e também como bálsamo de beleza.

Nova síndrome que atinge crianças pode estar ligada ao coronavírus

Ainda não há confirmação, mas tudo indica que a nova Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P), que tem preocupado médicos em todo o mundo, pode estar associada ao coronavírus.

Panrotas

O Turismo religioso movimenta em todo o mundo mais de 330 milhões de pessoas por ano, que procuram lugares sagrados para visitar. Esse movimento, que vem aumentando cada vez mais, é definido como Turismo da Fé, que contempla os mais diversos destinos e que atendem todos os tipos de crença, como o islamismo, judaísmo e o cristianismo.

Nossa viagem por lugares santos começa por Israel, destino que atrai viajantes que desejam experiências culturais, históricas e gastronômicas. Um ponto turístico religioso que chama a atenção no país é a Basílica da Anunciação – local que, de acordo com a tradição católica, foi onde o Anjo Gabriel anunciou à Maria que ela seria mãe de Jesus. Acredita-se que esse seja o local onde Maria e José passaram boa parte da vida, além de ser o lugar onde Jesus viveu a infância.

Lourdes, na França
Lourdes, na França

Além de Israel, a França é outro país que também tem atraído bastante a atenção dos turistas dispostos a conhecer lugares santos. Lourdes, localizada no sul da França, é atualmente um dos principais destinos para quem deseja fazer Turismo religioso.

A cidade ficou famosa por conta das aparições da Nossa Senhora e dos milagres que foram reconhecidos pelo Vaticano. Desde então, Lourdes virou um dos maiores centros de peregrinação dos católicos e a segunda cidade francesa mais visitada, perdendo apenas para a capital Paris: são cerca de 6 milhões de peregrinos por ano.

TURQUIA

Nascido na Turquia, Paulo de Tarso foi um dos mais importantes apóstolos, tendo escrito epístolas e passagens no Atos dos Apóstolos na Bíblia. De acordo com as escrituras, seu trabalho de pregação do cristianismo primitivo foi fundamental para o crescimento da palavra de Jesus Cristo.

Paulo viajou por alguns dos locais mais belos do Mediterrâneo, que podem ser visitados por meio de pacotes turísticos que exploram os passos do apóstolo pela Turquia.

“Devido à integração de vários fatores, algumas cidades acabam se tornando destinos indispensáveis ??para pessoas que afirmam ter fé. Seja em Israel, França ou Turquia, esses lugares acabam se tornando símbolos dessas religiões, o que garante que sejam bem preservados, além de serem apreciados e nobres. Isso os torna um destino a não perder”, informou a MG3 Operadora.

- Publicidade -

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas Notícias

Só nas últimas 24h MG registra 120 óbitos por covid-19

Minas Gerais chega a quase 11 mil mortos por corona

Governador determina que PM intensifique fiscalização nas festas de fim de ano

governador Romeu Zema (Novo) convocou a Polícia Militar de Minas de Gerais (PMMG)

Renovação de CNH já pode ser solicitada pelo MG app

Mais de 70 serviços do Governo de Minas são disponibilizados no aplicativo

Anvisa certifica farmacêutica chinesa que desenvolveu CoronaVac

Resolução foi publicada hoje no Diário Oficial da União

Anvisa inspeciona voos procedentes do Reino Unido

Medida é para evitar propagação da variante do coronavírus