fbpx
19.4 C
Belo Horizonte
quinta-feira, 21 / janeiro / 2021

Governo de Minas anuncia 6ª rodada do Seed

Mais Lidas

Bolsa Família começa a receber parcela de R$ 300

O Bolsa Família começa a receber as novas parcelas do auxílio emergencial de R$ 300 nesta quinta-feira (17). Com a mudança de valor, 4,9 millhões deixaram de ganhar o auxílio neste grupo, ou seja, 15% dos 19,2 milhões de inscritos em abril.

Bolsonaro veta perdão a dívidas de igrejas e sugere derrubada do veto

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que disciplina o acordo com credores para pagamento com desconto de precatórios federais.

Juiz de Fora confirma mais três óbitos e 94 novos casos nesta sexta

A cenoura é um vegetal com qualidades benéficas tanto para a saúde como para a estética. Ela é utilizada há muitos anos como remédio e também como bálsamo de beleza.

Governo qualifica rodovias e terminais portuários junto ao Programa de Parcerias de Investimentos

Ministério da Infraestrutura dá continuidade à projeto de desestatização e de concessões à iniciativa privada

Em cumprimento à promessa feita ao ecossistema de empreendedorismo e inovação mineiro, o governador Romeu Zema lançou, nesta quarta-feira (16/12), o edital da 6ª rodada de aceleração de startups do Seed – Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development. Esta edição será especial, destinando 90% das 60 vagas a startups com soluções tecnológicas para desafios apresentados por órgãos públicos. As outras vagas serão para projetos de negócios de base tecnológica de quaisquer segmentos.

O Chamamento Público convida os interessados a apresentarem projetos com soluções tecnológicas para gargalos da gestão pública. Neste ano, a equipe do Seed levantou com órgãos da administração direta e indireta do Governo de Minas os desafios enfrentados por eles e que poderiam ser solucionados por startups. Ao todo, 22 instituições inscreveram 105 propostas, sendo 37 aprovadas para pautar as startups selecionadas para a 6ª rodada.

De acordo com o secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), Fernando Passalio, a mudança estrutural do programa ocorreu por uma necessidade do governo de atender pontos sensíveis para uma gestão eficiente. Foram criados critérios de seleção como: relevância para a política de desenvolvimento econômico; impacto no setor produtivo; aderência à política governamental; e factível de solução no ecossistema de inovação. “Dessa forma, as startups desenvolvem seus negócios e contribuem para uma gestão pública cada vez mais eficiente, desburocratizada e inovadora”, justifica.

Novo formato

Durante o lançamento, o governador Romeu Zema explicou a necessidade de mudança no programa. “Por conta da situação fiscal do Estado de Minas Gerais, herdada da gestão anterior, pela concentração dos investimentos em combate à covid-19 e reforçando o compromisso firmado pelo governo em aumentar a eficiência nos gastos públicos, reorganizamos o programa para que pudesse ser viabilizado”, afirmou.

Nesta edição, serão selecionados até 60 projetos de negócios de base tecnológica, apoiando empreendedores, nacionais ou estrangeiros, que queiram desenvolvê-los na cidade de Belo Horizonte e na Região Metropolitana, em Minas Gerais. Todos os escolhidos terão acesso ao incentivo financeiro previsto no edital. Para se inscrever, a startup tem que ter CNPJ. Esta é uma novidade desta rodada, já que nas edições anteriores o repasse do seed capital era feito diretamente para o CPF dos participantes.

Além do número de empresas aceleradas e da forma de pagamento, outra alteração no programa é o corte das participantes. Passados dois meses de aceleração, haverá uma redução de 33% delas, deixando 40 startups por mais quatro meses. A escolha e seleção será feita com base em pontuação estabelecida do edital.

Aceleração virtual 

Devido ao isolamento social vivido por conta da covid-19, a aceleração desta edição acontecerá virtualmente até o fim da pandemia. Parceiros importantes vão auxiliar a execução desta rodada do Seed, como Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), IEBT, Fundep e BHTEC.

A metodologia de formação empreendedora e de aceleração de negócios consiste em serviços de acompanhamento e de aconselhamento técnico, gerencial e estratégico, oferecidos aos participantes com objetivo de auxiliá-los a desenvolverem competências empreendedoras e a transformarem protótipos em negócios aderentes a desafios públicos reais, com soluções tecnológicas escaláveis.

As iniciativas tomadas irão fazer com que o Governo de Minas Gerais reduza mais de 50% dos gastos, totalizando R$ 3.448 milhões. Mas não é só o Estado que ganha com as mudanças. Atendendo a pedidos dos empreendedores, a 6ª rodada do Seed contará com capacitações e mentorias on-line, conexões com desafios reais, potenciais clientes e investidores, além da extinção de horas obrigatórias de coworking.

As demais mudanças estão no edital, que pode ser conferido em www.seed.mg.gov.br. Dúvidas podem ser tiradas somente pelo e-mail operacoes@seed.mg.gov.br.

- Publicidade -

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas Notícias

Só nas últimas 24h MG registra 120 óbitos por covid-19

Minas Gerais chega a quase 11 mil mortos por corona

Governador determina que PM intensifique fiscalização nas festas de fim de ano

governador Romeu Zema (Novo) convocou a Polícia Militar de Minas de Gerais (PMMG)

Renovação de CNH já pode ser solicitada pelo MG app

Mais de 70 serviços do Governo de Minas são disponibilizados no aplicativo

Anvisa certifica farmacêutica chinesa que desenvolveu CoronaVac

Resolução foi publicada hoje no Diário Oficial da União

Anvisa inspeciona voos procedentes do Reino Unido

Medida é para evitar propagação da variante do coronavírus