fbpx
23 C
Belo Horizonte
terça-feira, 26 / janeiro / 2021

Estado inaugura centro de monitoramento territorial e resposta rápida a desastres ambientais

Mais Lidas

Ministro Tarcísio de Freitas apresenta modelo de integração de portos a representantes do setor

Por meio de videoconferência, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, se reuniu, nesta quinta-feira (18), com representantes de transportadores de cargas no país.

Sally ruma para costa dos EUA e pode causar inundação histórica

O Furacão Sally se aproximou ainda mais da costa dos Estados Unidos, no Golfo do México, na manhã desta terça-feira (15)

Mandado de medida protetiva deve ser cumprido em 48 horas, decide CNJ

Ainda não havia prazo para notificação de acusados de agredir mulheres

Governo de Minas apresentou oficialmente, nesta terça-feira (3/11), o Centro de Geotecnologias e Monitoramento Ambiental Territorial (CGMat), espaço de acompanhamento e gestão de barragens, localizado na sede da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam), na Cidade Administrativa.

A inauguração do CGMat é parte das ações do Estado para melhoria no acompanhamento de desastres envolvendo barragens e fortalecimento dos mecanismos de suporte e resposta às emergências ambientais em Minas Gerais.

Estrutura

O CGMat é composto por uma infraestrutura tecnológica de processamento e profissionais especializados. A sala de gerenciamento  será responsável pelo desenvolvimento de estudos, levantamentos e sistematização de dados voltados ao mapeamento, monitoramento e avaliação ambiental de territórios e das barragens de contenção de rejeitos da indústria e da mineração em Minas Gerais.

“Trata-se de um monitoramento constante, com sistema tecnológico que nos permite acompanhar desastres ambientais envolvendo barragens e garantir respostas mais rápidas e assertivas nas ações de recuperação e atendimento às emergências”, afirma a secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad), Marília Melo.

Painel de monitoramento

Um dos destaques do CGMat será o painel de monitoramento de barragens de rejeitos em nível de emergência e de obras de contenção: GeoDashBar. Desenvolvida para possibilitar o acesso às informações precisas, a plataforma on-line permite análises rápidas e o reconhecimento de dados essenciais para que autoridades e cidadãos compreendam, de forma amplamente acessível, a situação geral e local envolvendo barragens.

Será possível saber, por exemplo, quantas e quais são as barragens em nível de alerta, onde elas estão localizadas e quais são as características de cada uma. “Há um protocolo de monitoramento de qualidade água, solo e da fauna da região da barragem em questão que é realizado nas estruturas em nível de alerta. Essas informações garantem ao Estado resposta mais rápida e precisa em um possível episódio de rompimento”, destaca o presidente da Feam, Renato Brandão.

Integração

Por meio de ações integradas junto a institutos de pesquisa nacionais e internacionais, o CGMat vai atuar em articulação com o Núcleo de Gestão de Barragens (Nubar) e o Núcleo de Emergências Ambientais (NEA) da Feam, também no desenvolvimento de plataformas dinâmicas de monitoramento remoto voltadas para barragens de rejeitos e o território associado.

A partir de dados obtidos via satélite e radares orbitais, combinados com dados prestados pelos empreendedores responsáveis pela segurança de barragens, será possível integrar informações e obter um quadro territorial completo da situação. 

“O CGMat proporciona ao Estado mais eficiência nas atividades de fiscalização e acompanhamento de barragens. Estamos criando uma estrutura de inteligência para acompanhar, por meio de imagens de satélites e dados geoespaciais, o que ocorre em regiões de barragens de mineração e da indústria”, frisa Brandão.

Com base no sensoriamento remoto, modelagem ambiental e geoprocessamento, será feito o desenvolvimento de tecnologias e metodologias para o aprimoramento dos instrumentos de gestão e do planejamento ambiental.

Em parceria com o Núcleo de Emergências Ambientais (NEA) da Feam, o centro de monitoramento responderá também pela formulação de protocolos complementares para resposta sistematizada a desastres socioambientais. Os Protocolos Internos de Gerenciamento de Geoinformação vão possibilitar a estruturação de mecanismos previsíveis e ações coordenadas em tecnologias e informações geoespaciais, durante todas as fases da gestão de desastres socioambientais em eventuais rompimentos de barragens de rejeitos.

“A medida tem como objetivo otimizar as ações de preparação, resposta e recuperação promovidas pelos órgãos responsáveis”, avalia o coordenador do CGMat e analista ambiental da Feam, Alessandro Campos.

Recuperação ambiental

Outra funcionalidade, com a inauguração do CGMat, é o compartilhamento de informações geoespaciais referentes às ações e atividades de recuperação ambiental das bacias e territórios impactados pelos desastres decorrentes do rompimento das barragens de Fundão, em Mariana, e B1, B4 e B4A, em Brumadinho.

Com essa medida, de acordo com o presidente da Feam, Renato Brandão, será possível ampliar os mecanismos de transparência e aproximação com os cidadãos, entidades públicas e privadas, instituições de ensino e pesquisa e organizações da sociedade civil.

“O Governo de Minas poderá acompanhar também por imagens geoespaciais todo o trabalho de reparação que está sendo desenvolvido pelas empresas e atuar na cobrança de alguma situação que, por ventura, não tenha sido realizada ainda pelos empreendedores, mas que o Estado julgue importante a realização”, pondera.

As informações que são analisadas no CGMat sobre a recuperação ambiental em Mariana e Brumadinho podem ser visualizadas por meio da Infraestrutura de Dados Espaciais do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema), disponível neste link.

Os dados estão disponíveis na categoria Recuperação Ambiental, na qual estão representadas a localização de ações provenientes de estudos, planos, programas e projetos geridos ou acompanhados pelos órgãos e entidades integrantes do Sisema voltados à recuperação, reabilitação ou restauração ambiental.

- Publicidade -

Mais Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Últimas Notícias

Só nas últimas 24h MG registra 120 óbitos por covid-19

Minas Gerais chega a quase 11 mil mortos por corona

Governador determina que PM intensifique fiscalização nas festas de fim de ano

governador Romeu Zema (Novo) convocou a Polícia Militar de Minas de Gerais (PMMG)

Renovação de CNH já pode ser solicitada pelo MG app

Mais de 70 serviços do Governo de Minas são disponibilizados no aplicativo

Anvisa certifica farmacêutica chinesa que desenvolveu CoronaVac

Resolução foi publicada hoje no Diário Oficial da União

Anvisa inspeciona voos procedentes do Reino Unido

Medida é para evitar propagação da variante do coronavírus